Crédito Habitação: 6 Passos Para Obter as Melhores Condições

A maior parte das pessoas que querem comprar um imóvel, independentemente da sua idade ou estado civil, encontra no crédito habitação uma forma acessível de realizar esse desejo.

Mas, assim como o processo de compra tem as suas etapas fundamentais, para obter o melhor crédito habitação também existem passos a serem seguidos. Saiba quais são as fases para a compra do imóvel e os passos para obter um crédito habitação mais vantajoso.

Financiamento: simulador crédito habitação é importante 

Quem está à procura de um imóvel e escolheu a possibilidade do crédito à habitação, vai enfrentar algumas etapas inevitáveis para o conseguir.

A primeira fase deste processo – muitas vezes até é aconselhável fazê-lo antes mesmo de ir a uma agência imobiliária procurar o imóvel – é a realização de simulações de pedido de crédito. Com esse passo, não só ficará a ter uma noção de até onde pode chegar o montante do empréstimo a obter, como também começará a ter uma noção sobre o financiamento mais adequado para si.

Esta fase – a simulação de um pedido de crédito – acaba por ser a única que depende única e exclusivamente de si, enquanto consumidor à procura de um bem imóvel.

É o seu perfil e o seu historial enquanto potencial cliente (idade, habilitações, profissão, rendimentos profissionais e outros, se for o caso, responsabilidades de crédito, estado civil, situação familiar) que, ainda que de uma forma não totalmente definitiva, vão delimitar essa procura de crédito, ajudando-o no seu objetivo de escolher a oferta de crédito habitacional mais adequado e com as melhores condições.

Além disso, vai reunindo alguma da documentação que virá a ser necessária para que posteriormente todo o processo se desenrole de forma mais célere.

A segunda etapa passa por  decidir qual o tamanho do imóvel, localização e valores de prestações que poderá assumir. É bom lembrar que, normalmente, este crédito consiste  numa dívida a longo prazo e que deve estar incluído no orçamento durante todo o período que durar o financiamento, o que pode durar décadas.

Depois de realizar as devidas simulações, quem está à procura do seu imóvel de sonho, o passo seguinte consiste em encontrar o melhor banco para o seu crédito habitação.  Fica clara a importância de tomar esta precaução antes das etapas burocráticas:

– Envio de documentação.

– Pré-aprovação de crédito habitação.

– Avaliação do imóvel.

– Realização da escritura de compra e venda: aqui também é útil saber o valor da escritura do crédito habitação.

– Aprovação do crédito para a compra.

 

Passos para o crédito habitação com condições vantajosas 

Como a parcela da casa própria costuma ser uma das despesas que mais pesa no orçamento, é preciso ter em consideração algumas medidas para reduzir esses valores:

 

Passo 1 – Simulador Crédito Habitação 

Como já abordamos acima, é importante recorrer a um simulador de crédito habitação para considerar valores das parcelas em bancos diferentes.

USE O NOSSO SIMULADOR CRÉDITO HABITAÇÃO

 

Passo 2 – Seguros 

Depois de usar um simulador de prestação crédito habitação, a primeira medida é tentar reduzir os valores dos seguros que serão obrigatórios para a conclusão da pré-aprovação do crédito:

– Seguro de vida crédito habitação

– Seguro multirriscos

Normalmente, o próprio banco que aprovou o crédito inclui estes seguros diretamente no mesmo. Se tomar essa medida no mesmo banco, o consumidor poderá receber um benefício no spread crédito habitação, que é a taxa de lucro implícita cobrada pelos bancos na concessão do empréstimo.

Mas é possível realizar a contratação desses seguros associados ao crédito habitação com outra seguradora que não seja o banco que concedeu o empréstimo, mesmo após o contrato já ter sido assinado.

Isso pode ajudar a reduzir os seus valores do seguro crédito habitação até 50%. E para isso, também é possível saber o valor do seguro de vida crédito habitação com uma simulação.

 

Passo 3 – SPREAD

O spread do crédito habitação já referido anteriormente, também é outra maneira de diminuir as despesas pertinentes ao empréstimo.

O objetivo é encontrar as instituições que pratiquem spreads abaixo de 2%. Para isso, faça simulações para saber os valores de outros bancos e converse com seu gestor de contas. Se for um cliente interessante ao banco, apenas o seu histórico já o ajudará a obter esse desconto.

 

Passo 4 – Transferência de Créditos  

Outra tentativa de reduzir os seus custos, caso não tenha sido bem sucedido com a redução do seguro vida crédito habitação ou a redução do spread, pode tentar a transferência de crédito habitação.

A transferência de créditos  é um processo no qual outra instituição financeira assume o financiamento em condições mais vantajosas.

Isso deve ser ponderado de modo a conseguir um spread menos elevado, reduzir a TAE (Taxa Anual Efectiva) aplicada ao empréstimo ou se estiver sobreendividado.

Contudo, considere todas as condições do seu empréstimo para saber se essa transferência vai compensar e peça ao seu especialista para lhe dar todas as orientações sobre esse processo. Ele vai avaliar o montante da dívida, prazo restante para terminar o empréstimo do crédito habitação, a prestação mensal atual, o spread, o tipo de taxa de juro (variável ou fixa), prémio dos seguros pagos regularmente.

Além disso, também informará se não existem taxas para a transferir o crédito habitação ou novas despesas como comissões de abertura, nova avaliação, escritura, entre  outros custos.

 

Passo 5- – Consolidação de Créditos 

A consolidação é outro passo para obter um crédito habitação mais vantajoso. Essa é uma solução financeira que permite unir todos os seus créditos que estejam em bancos diferentes.

Ao agregar todos os empréstimos em apenas um, poderá reduzir  até 60% na sua prestação mensal.

Certamente, o seu especialista financeiro poderá analisar se a transferência ou a consolidação  são benéficas para o seu orçamento.

 

Passo 6 – Prazo 

Reduzir ou aumentar o tempo do empréstimo é outra medida para tentar diminuir  os seus custos.

Por exemplo, quanto maior o prazo, mais baixa poderá ser a prestação mensal. Isso atenua as despesas mensais, contudo,a longo prazo ficará mais caro na totalidade do financiamento .

Já a redução do prazo, vai resultar numa prestação mais alta, mas numa dívida menor na totalidade do empréstimo.

Alguns critérios serão avaliados na decisão de aprovação ou não desta medida, sendo que um deles é a idade da pessoa que assumiu o financiamento.

Tenha em atenção que uma dívida de longo prazo, pode chegar até 30 ou 40 anos, dependendo muito das condições do mercado geral e do imobiliário, que poderá sofrer muitas flutuações durante este período.

  • Growth through innovation/creativity:
    Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Duis accumsan pretium maximus. Cras id consectetur dui.
  • Increased profits:
    Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Duis accumsan pretium maximus. Cras id consectetur dui..
  • Higher business values:
    Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Duis accumsan pretium maximus. Cras id consectetur dui.
  • Lower staff turnover:
    Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Duis accumsan pretium maximus. Cras id consectetur dui.
peça-nos uma proposta

Apresentamos várias propostas de crédito e aconselhamos a mais adequada ao seu caso.