Faq’s

O crédito habitação é um contrato de empréstimo entre a entidade bancária e o cliente. Utilizado para aquisição, construção e realização de obras, bem como para aquisição de terreno para habitação própria.

Consolidação de créditos é uma solução financeira que permite juntar todos os créditos num só, mesmo que em bancos diferentes. Ficando assim a pagar uma única prestação e aumentar os prazos de pagamento da dívida.

Mudar de casa é um passo importante. Assegure-se de que é acompanhado por uma equipa especializada e dedicada que o ajude a encontrar a melhor solução de crédito.

– Impresso de proposta de crédito da instituição

– Documento de identificação e NIF dos intervenientes (Proponentes/Fiadores9

– Declaração de IRS e nota de liquidação dos intervenientes

– Declaração da entidade patronal dos intervenientes coma data de admissão e vínculo laboral

– Planta de localização do imóvel

– Planta do imóvel a financiar

– Certidão da conservatória do Registo Predial

– Documento Matricial ou caderneta Predial

– Cópia dos documentos de identificação do vendedor

– Declaração do pagamento IMT

– Licença de habitabilidade

– Certificado energético

– Ficha técnica da habitação

– Carta de aceitação de risco, emitida pela seguradora relativa a seguros vida e multirriscos

– Carta de renúncia ao direito de preferência (se aplicável)

É a avaliação da capacidade e propensão do consumidor, cumprir as obrigações decorrentes do contrato de crédito.

Momento da avaliação – As instituições de crédito estão obrigadas a avaliar a solvabilidade dos consumidores. Previamente à celebração de um contrato de crédito

Fatores a ponderar:

– Natureza, montante e caraterísticas do contrato

– idade e situação profissional

– Rendimentos auferidos

– Despesas regulares

– Cumprimento das obrigações assumidas noutros contratos de crédito

Taxa variável, como o nome indica, oscila de acordo com as flutuações das taxas de juro de referência no mercado. Esta taxa é indexada EURIBOR que, por sua vez, define o período de empréstimo consoante o valor do mesmo.
Por outro lado, a taxa fixa é acordada entre o cliente o banco e manter-se-á inalterada ao longo do prazo de empréstimo. Posto isto, o cliente pagará sempre a mensalidade acordada.

1 – Seguro de vida do crédito habitação
2 – Seguros Multirriscos do crédito habitação
3 – Seguro de vida
4 – Seguro de vida + Complemento MAC – Morte por Acidente de Circulação

Glossário

Diminuir o valor do capital em dívida do crédito habitação. Que pode ser gradual, antecipada ou sucessiva.

Visita de um perito com o certificado CMVM, à habitação para que avalie o valor da mesma, que será considerada a constituição da garantia hipotecária.

Documento emitido nas finanças da freguesia onde está localizada a habitação. Esta certidão tem a validade de 12 meses.

O capital próprio é o dinheiro que o futuro comprador do imóvel tem para a entrada inicial. Poucas entidades bancárias dão o financiamento a 100%, obrigando assim o cliente a ter 20% de capitais próprios e a entidade bancaria financia os restantes 80%.

Período inicial do crédito habitação no qual o cliente só paga juros.

Serviço do Ministério da Justiça, na qual permite realizar todas as burocracias relativas à compra e venda da casa, a um custo mais reduzido.

O certificado energético é obrigatório para quem se encontra a comprar ou vender o imóvel. Este documento, avalia a eficácia energética do imóvel.

Durante o processo as instituições bancarias cobram comissões pelos serviços prestados, tais como: comissões de estudo, de avaliação, de contrato, entre outras. As comissões variam consoante a entidade.

Acordo celebrado entre o comprador e o vendedor, não é obrigatório por lei, mas é muito utilizado para formalizar a intenção de compra.

Produtos e serviços exigidos pelo banco para que o cliente do crédito habitação tenha uma bonificação no spread. Tais com: conta ordenado, cartões de crédito, seguros não obrigatórios, entre outros.

Consiste numa das principais taxas de referência no mercado monetário da zona euro.
Por sua vez, estas taxas de juros são uma média dos empréstimos interbancários sem garantia da zona euro. O seu cálculo consiste na taxa dos 32 principais bancos europeus.

Pessoa que assume a responsabilidade de cumprir os pagamentos das prestações do imóvel, caso o titular entre em incumprimento.

Documento emitido pela instituição bancária, na qual constam as condições do contrato de crédito habitação. Deve ser entregue quando o cliente pede uma simulação de empréstimo para comprar casa.

A habitação própria-permanente é utilizada pelo proprietário de forma permanente, sendo a 1º habitação.

A habitação própria-secundária é um imóvel, cuja a finalidade é para ocupação durante períodos ocasionais, tais como: férias, fim-de-semana, por exemplo.

Garantia extrajudicial que associa o imóvel ao crédito habitação. Na grande maioria os empréstimos para a compra de casa preveem a existência de uma hipoteca.

Valor aplicado a um contrato do crédito habitação.

Incide sobre o valor patrimonial tributário das habitações. É pago anualmente e é um imposto municipal cuja a receita reverte para os municípios.

Este imposto é calculado no maior dos seguintes valores: valor patrimonial e valor da transação do imóvel. O imposto é pago antes da formalização da escritura.

Taxa de referencia usada como indicador da evolução do mercado. Em Portugal a referência é a EURIBOR.

Valor pago a banco pela disponibilização do montante do crédito, durante a vigência do contrato.

Valor a pagar ao banco provenientes de um atraso no pagamento das prestações mensais do empréstimo.

Pagamento da totalidade do montante em divida no crédito, antes do prazo previsto para o final do contrato.

Percentagem que determina o rácio entre o valor do financiamento cedido pelo banco e o valor da avaliação do imóvel.

O prazo máximo de um crédito habitação é de 40 anos, sendo que a idade limite é de 75 anos.

Valor a pagar pelo(s) titular(es) do crédito habitação, normalmente este valor é pago mensalmente.

Corresponde à devolução, antes do tempo fixado ao contrato, da totalidade ou parte do capital antecipado, terá que pagar uma taxa adicional.

O seguro de vida não é obrigatório por lei, mas, no entanto, é assumido como tal para o crédito habitação. Este seguro garante o pagamento da divida à data da morte de um dos titulares.

O spread base corresponde à “margem” que a instituição bancária obtém sobre o crédito. A este spread é depois acrescentado o valor indexante Euribor a 3,6 ou 12 meses.

O spread contratado é o spread base mais as bonificações obtidas através do cross-selling.

Representa o custo total suportado pelo cliente que adquire o crédito. Engloba despesas de cobrança de reembolso e pagamentos de juros, impostos, comissões, seguros obrigatórios e demais encargos com o crédito.

É a taxa anual que se aplica a operações de crédito e aplicações financeiras. A TAN é a soma da EURIBOR com o Spread.

Percentagem do rendimento total de um agregado familiar.

Taxa praticada no mercado interbancário, é utilizada para o cálculo da taxa de juro fixa.

A transferência de crédito corresponde à transação de um crédito habitação de uma instituição bancária para outra.

O valor da avaliação corresponde ao resultado da avaliação do imóvel para fins da contratação de um crédito habitação. Esta avaliação é realizada por um perito credenciado pela CMVM e segue um conjunto de normas estipuladas por lei.

O valor da escritura corresponde ao valor registado da transação do imóvel sobre o qual será aplicado o IMT.